terça-feira, 16 de outubro de 2007

Oi meu nome é Marcos,eu criei esse blog para mostrar ou melhor ensinar como criar e adestrar um periquito australiano.Um periquito australiano nao é só + um passarinho comum para nós colocarmos em uma gaiola com comida e água só para ele cantar.Ele é um passarinho bem esperto e existe até periquitos q falam,ele é inteligente, curioso, fácil de reproduzir, criar, amansar e adestrar, o Periquito Australiano ainda aprende a falar.O primeiro a descrevê-lo foi o naturalista Shaw, em 1789. Meio século depois, outro naturalista, John Gould, publicou um livro sobre ele e o introduziu na Inglaterra. Logo em seguida, o Periquito Australiano estreou nos Estados Unidos. O Sucesso foi tão grande que provocou a caça indiscriminada da espécie na Austrália. Estabeleceu-se então uma lei para impedir sua exportação como forma de preservá-la no continente.A cor original deste Periquito é verde clara. A primeira diferente a ser fixada foi a amarela. Surgiu de uma mutação, em 1872, na Bélgica. Hoje as variedades e tons são mais de 200, resultantes do trabalho dos criadores a partir de mutações e da combinação das cores verde, amarelo, azul, cinza, violeta e esbranquiçado. Os ingleses obtiveram uma linhagem de porte maior e mais robusta: o Periquito Australiano Inglês ou padrão inglês, com 20 a 22cm, enquanto que o original mede 17cm. A cabeça é mais volumosa, o bico escondido, inserido na cabeça e as pintas negras que ficam abaixo do pescoço, mais definidas. Tem um temperamento mais dócil e calmo e é o único que participa de exposições. Os ingleses conseguiram também fixar a mutação de Periquito Australiano com penacho na cabeça.Sua designação científica, Melopsittacus undulatus, deriva da aparência ondulada. O macho possui a saliência acima do bico (carúncula) azul, o que o distingue facilmente da fêmea cuja cor é rosácea. A exceção fica por conta dos machos albinos (brancos), lutinos (albinos amarelos) e algumas variedades de arlequim, que a têm rosa-azulada.Para adestrar seu periquito vc precisa de
ter muita calma e paciencia...
Pra amançar vc tem q fazer o seguinte:*Deixe ele se acostumar com a movimentação da casa...Leve e pra dentro de casa(dentro da gaiola é claro), de preferencia pra um ñ muito agitado, mas q tenha movimento de gente e deixe por 1 semanas, fike com ele um tempinho por dia sempre falando com ele e chamando-o pelo nome. Isso ajudara a ele se acostumar mais rapido.*Acostume ele com sua mão...Faça ele se acostumar com vc mexendo na gaiola, coloque a mão dentro da gaiola e deixe até ele ficar calmo e ver q vc ñ oferece nenhum mal a ele...Depois de uns dias ele ira ficar calmo quando vc mexer na gaiola... Ai vai pra proxima fase...*Comece a chegar com a mão perto dele...Aos poucos pra ele ñ se assustar. Sempre dentro da gaiola. Depois q ele estiver acostumado com a aproximação da sua mão, faça ele subir no seu dedo, empurando levemente, com o dedo, o corpinho dele para incentiva-lo a subir. Treine isso até ele subir no seu dedo sozinho, ou até ele subir no seu dedo quando vc chamar, isso vai demorar mais ou menos 2 semanas, se praticar todo dia.Nesse estagio ele deve permitir q vc o pegue tanto no dedo quanto na mão pra cortar as unhas(se presciso) e as penas das asas.*Corte as penas das asas.Corte as penas longas da ponta da asa até o meio da asa.Pronto...Seu perAlimentação: ração industrializada especial para Periquitos Australianos ou mistura de sementes na seguinte proporção - 40% de alpiste, 40% de painço, 10% de aveia, 10% de girassol (diariamente), milho verde cru (2 vezes por semana), verduras, exceto alface (em dias alternados). Para suprir o cálcio e ajudar na digestão faça um bloquinho com 50% de areia de rio, 40% de cálcio e 10% de gesso de estuque para dar a liga. Pode adicionar, se quiser, 5% de farinha de osso e farinha de ostra. Misture tudo com água até formar uma pasta. Coloque dentro de um copinho com um arame fino ao centro. Retire quando estiver seco e pendure na gaiola, de onde não deve ser retirado. Se houver filhotes, deixe à disposição comida macia, como pão molhado na água, na quantidade que o casal consome num dia, e mais verduras e milho verde.Instalações: no caso de apenas um casal, uma gaiola (tipo argentina) com 64 cm de comprimento x 34 de altura x 30 de largura é suficiente. Já o casal padrão inglês pode ocupar uma gaiola tipo voadeira, com 70cm x 40x 30. Para a criação em colônias, o ideal é um viveiro com metragem de 3m x 1,5 x 1,5. Ele abriga até 10 casais dos comuns e 5 do padrão inglês. Para evitar fugas, faça um ambiente de entrada e saída que obriga a ave a passar por duas portas. Instale tela em todo o teto. Cubra com telhas de barro, deixando um terço do viveiro descoberto para que as aves possam tomar sol.Reprodução: só deve começar a partir de um ano. Quando está pronta para acasalar, a carúncula da fêmea adquire cor marrom chocolate e no macho o azul se intensifica. Se a reprodução for em colônias vários casais se acasalam no mesmo local, use o ninho fechado de madeira para Periquito Australiano em número superior ao de casais do viveiro afim de não provocar brigas. Por esse mesmo motivo, o número de casais de um viveiro deve ser de 6 a 8, todos colocados ao mesmo tempo e com a mesma idade. Caso uma fêmea morra, é preferível não colocar outra de imediato com o macho, pois ele a agredirá. O ninho deve ser forrado com serragem. Se após o nascimento dos filhotes ele tornar-se muito úmido, troque a serragem. As fêmeas colocam até 6 ovos distribuídos a cada dia e meio. Nascem aos pares e são incubadas por volta de 18 dias. A manipulação dos filhotes é permitida e até conveniente para equilibrar as ninhadas. Quando um casal tiver apenas um filhote e o outro 5, reparta os filhotes. Eles não serão rejeitados, nem atacados. Com cerca de 30 dias de idade, os filhotes começam a comer sozinhos. Devem, então, ser separados dos pais para não atrapalhar a próxima postura da fêmea. É absolutamente necessário, após o período de criação (seis meses e três posturas), que os machos sejam separados das fêmeas. Se possível, que não se vejam. Com essa separação começa o período de descanso, de manutenção (seis meses) e você poderá escolher os casais para o próximo período de criação. Para interromper o período de criação, tiram-se os machos. As fêmeas continuam no mesmo viveiro.Saúde: a doença mais comum, a sarna, é transmitida através de poleiros e grades de gaiola. Altamente contagiosa, espalha-se rapidamente por todo o plantel. Aparece nos pés, pernas, em volta dos olhos e do bico. A doença é facilmente tratável. O criador Nelson Kowall a trata com a pomada Emerich, feita com vaselina e enxofre em farmácia de manipulação, por farmacêutico competente, que conheça a fórmula e siga a dosagem correta. A precisão nesse caso é muito importante. Esfregue fortemente, com a ponta dos dedos, os locais afetados. O criador Juvenal Perestrelo usa uma solução de 50% de Acarsan, vendido nas farmácias, e 50% de vaselina liquída, aplicada com cotonete. Ambas as aplicações devem ser feitas três vezes, num espaço de 10 dias entre elas.Expectativa de vida: até 12 anos.
iquito está prontinho pra passar os dias solto em casa.

9 comentários:

Vicente José da disse...

gostei muito deste blog tenho certeza q vai me ajudar na criação dos meus piriquitos
miuto obrigado

eli disse...

Gostei muito desse blog e tenho uma dúvida!! Minha mãe achou um periquito australiano (estava na casa dela, veio da rua) e me deu de presente. Fiquei com muita dó no começo, mais aceitei cuidar dele. Mais... durante minha busca na internet descobri sua raça e que ele é adulto e macho.Descobri também que esse tipo de animal é muito alegre, companheiro e taguarela. O meu não é assim, ele está muito tristinho, não fala nada e quando chego perto dele ele treme todo (parace assustado). O que devo fazer para me tornar amiga dele? Quero fazer ele feliz!! Comprei balança, potinho de agua, banheira para tomar banho. Converso muito com ele. Mais ele continua triste. Será que devo solta - lo? Por favor me ajude? O nome dele Jhonny e é o segundo dia que está comigo.

eli disse...

eli mande a resposta para meu email. eli.ribeiroap@yahoo.com obrigada. Eli

Ana Paula disse...

Marcos, meu vizinho me deu uma periquita que havia encontrado em seu quintal. Como ele não tinha gaiola e sabia que já tínhamos tido outros periquitos pediu que eu ficasse com ela para melhor acomodá-la. Ela estava muito assustada e agressiva. Ninguém veio reclamar o animal apesar de termos anunciado aos vizinhos que tínhamos um periquito perdido. O nome dela é Maricota e ela é um pit bull com penas. Não sei como fazer para adestrá-la pois ela não se adapta fácil às técnicas de modelagem do comportamento. Suas bicadas tiram sangue de tão fortes. Então o que faço?

Raquel disse...

Olá, me chamo Raquel e gostaria de tirar uma dúvida.
Comprei uma periquitinha ha mais ou menos 2 dias, pelo que puder perceber ela já não é tão novinha, e já esta no período pra acasalamento. O que eu quero saber é, se eu posso, ainda que ela não seja nova, adestra-la?
Fica bem mais díficil, imagino eu, mas será muuuuuuiiiito dificil?
Obrigado!

lucy disse...

olá meu nome é fabio, sou fã de passáros, tenho um filho de 1 ano e 2 meses, comprei 2 periquitos e tenho dúvidas se é macho e fêmea, meu e-mail, se possível resposta lhe envio foto dos passaros, detlhe a gaiola ja esta com ninho...E-Mail: fabiofs.seg@hotmail.com, abraços e muito obrigado pela atenção, valeuuuuuuuuu

lucy disse...

olá tenho um filho d 1 ano e 2 meses e recentemente comprei dois periquitos, gostaria de mandar uma foto dos dois para saber se é casal, detalhe a gaiola ja esta com ninho, as vezes um deles entra no ninho com medo mas tenho dúvidas se é um casal, e-mail: fabiofs.seg@hotmail.com, agrateço a atenção e muito obrigada desde já aguardo resposta para me ajudarem....

fabricio disse...

oi me chamo fabricio,estou criando uma casal de periquitos,e queria saber como fazer ele deixar que eu o pegue com a mão???

Luigi Aurelio disse...

Eu tenho uma fêmea chamada peanuts, mas não sei defenir se ela é adulta me ajuda pf